Lojão de Lar é inaugurado em Cruzeta

Na manhã deste sábado dia 06 de setembro de 2014 inaugurou mais um empreendimento em Cruzeta, o Lojão do Lar.

O mesmo é recheado de muitas utilidades domésticas, cama, mesa e banho, decoração e muito mais.  Após abrir suas portas às 8h, o lojão permaneceu cheio o dia todo, muitas pessoas já fizeram suas compras, outros foram conhecer de perto os produtos.

O empreendimento tem como proprietário Deusdete Neves, o mesmo a muitos anos destaca-se no mercado de moda em Cruzeta, e inova trazendo essa maravilhosa novidade para a cidade. Dentre muitas conversas que ouvimos lá no Lojão, a maioria era que Cruzeta já necessitava de uma loja desse segmento, o qual precisava desloca-se para outros cidades para conseguir um preço reduzido. Agora o lojão trouxe variedades e ótimos preços, onde os Cruzetenses não precisa mais sair de casa.

Convidamos a todos os cruzetenses irem conhecer o Lojão, e aproveitar os ótimos preços!

End.: Rua Raimundo Bezerra, 116   – Centro – Cruzeta/RN

Confira algumas fotos:

 DSC_0407

 

DSC_0411DSC_0401 DSC_0396 DSC_0395 DSC_0392 DSC_0391 DSC_0390 DSC_0389 DSC_0387 DSC_0329 DSC_0307

 

 

Leia Mais

Quinteto Brasília se apresentará em Natal e Cruzeta

Quinteto-Brasília[1]

Quinteto Brasília Nesta semana, o Sonora Brasil traz ao Rio Grande do Norte a terceira e última atração de 2014: o Quinteto Brasília (BSB), formado por músicos que tocam instrumentos de sopro. Em sua 16ª edição, o projeto do Sesc, que pretende formar ouvintes musicais, traz este ano duas novidades ao RN: o tema “Edino Krieger e as Bienais de Música Brasileira Contemporânea” e a circulação pelo interior do estado. O quinteto de sopros se apresenta em Natal dia 07/08, às 20h30, na Escola de Música da UFRN, e dia 09/08, às 19h30, na cidade de Cruzeta, com entradas gratuitas. As apresentações levam ao público, além da música de Edino, obras de compositores diversos que foram apresentadas nas Bienais. Além de mostrar seus talentos, os grupos que se apresentam pelo projeto também explicam à plateia, nos intervalos entre as músicas, como foram concebidas as obras, a particularidade de um instrumento e outros detalhes que fazem a diferença na percepção de quem ouve.

Fonte: Marcos Dantas 

Leia Mais

Missa em Prol da Festa de Nossa Senhora Da Guia em Acari

IMG-20140627-WA0008

Leia Mais

Do Brasil que dá certo: alunos da rede pública de Cruzeta são medalhistas na concorrida Olimpíada de Matemática do MEC

medalhistas

Mãe e filhos gêmeos vencedores

Os gêmeos Lindivelton Everson e Lindianne Cibelle, filhos do casal Lucimar Silva e Edival Pereira, são medalhistas da Olimpíada de Matemática, realizada anualmente pelo Ministério da Educação e Cultura.

Filhos de um agricultor e de uma dona de casa, os alunos são exemplo do Brasil que dá certo: estudam na rede pública de ensino, diariamente se deslocam do sítio até a cidade para assistir suas aulas e mandam muito bem nos estudos: são campeões concorrendo com nada menos que 8 milhões de estudantes de todo o País.

Além dos estudos, se dedicam a aulas de música na filarmônica municipal, da qual fazem parte. E ainda ajudam os pais em algumas tarefas.

Os dois vieram a Natal nesta segunda-feira (9), receber a medalha na Secretaria de Educação do RN. A disputa continua e Lindiane e Lindivelton, caso cheguei à final, receberão uma bolsa do MEC.

O lançamento oficial da décima edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) foi em fevereiro, no Rio de Janeiro. Podem participar escolas públicas municipais, estaduais e federais com matrícula de estudantes do sexto ao nono ano do ensino fundamental e das três séries do ensino médio.

A olimpíada tem duas etapas de provas. A primeira, com 20 questões objetivas de múltipla escolha, foi aplicada por professores, na própria escola, em 27 de maio. Do desempenho dessa fase, a Obmep seleciona cerca de 5% dos estudantes, por escola, com melhor pontuação que vão participar da segunda etapa, que acontecerá em 13 de setembro. A divulgação dos vencedores será em 1º de dezembro.

A Obmep vai premiar 6,5 mil estudantes, sendo 500 com medalhas de ouro, 1,5 mil com medalhas de prata e 4,5 mil, de bronze. Além de medalhas, os 6,5 mil estudantes serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Júnior, em 2015. A premiação compreende, ainda, a distribuição de até 46,2 mil menções honrosas. Professores, escolas e secretarias de educação com alunos vencedores também receberão prêmios.

Histórico – Realizada desde 2005, a Obmep é um projeto de estímulo ao estudo da matemática voltado para as escolas públicas, estudantes e professores de todo o país. Para incentivar a participação, produz e distribui material didático, oferece bolsas de iniciação científica aos estudantes e reconhecimento aos educadores, escolas e secretarias de educação. A Obmep também prepara, a cada ano, cerca de 30 medalhistas de ouro para competições internacionais.

Promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia e Inovação, a Obmep é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com o apoio Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Em 2013, a olimpíada contou com a participação de 47.144 escolas públicas da educação básica e de 18,7 milhões de alunos; 99,3% dos municípios tiveram escolas participantes.

P.s:  A Cruzeta em Foco parabeniza esse jovens pela a conquista, e que continuem estudando sempre mais! 

Leia Mais

Programação da Festa de Santo Antônio em Cruzeta

Leia Mais

Projeto Empreender realiza campanha “Cabelos Solidários”

As entidades empresariais caicoenses, Casa do Empresário, ACISC, CDL e Sindcomércio, apoiam a campanha “Cabelos Solidários”, promovida pelos núcleos setoriais de beleza do Projeto Empreender, desenvolvido em Caicó e Cruzeta.

A ação objetiva conscientizar a população sobre a importância da doação de cabelos para a confecção de perucas, as quais se destinam a pacientes que são submetidos a tratamentos quimioterápicos. A atividade busca, ainda, melhorar a autoestima desses pacientes.

Dando início à programação, nesta terça (10), às 19h, no auditório da Casa do Empresário, o psicanalista Valter Canuto proferirá a palestra de abertura, cujo tema é “Vida: desafios e soluções”. Na oportunidade, pacientes falarão sobre suas vivências.

Já na quarta-feira (11), será feito o corte de cabelos, no horário das 8h às 12h, na Casa do Empresário, em Caicó, e das 19h às 22h, no Centro de Múltiplo Uso, em Cruzeta.

Na campanha, qualquer tipo de cabelo, seja virgem ou tratado quimicamente, pode ser doado. Após a arrecadação, o material será enviado para confecção das perucas. O evento é aberto ao público.

Fonte: Casa do Empresário Caicó

Confira abaixo os salões participantes:

Leia Mais

Seridoenses participam de evento de Gastronomia e Hotelaria em Recife

Grupo de empresários das cidades de Cruzeta, São José do Seridó e Caicó, participaram do  Núcleo do Empreendedor de Gastronomia e Hotelaria do Nordeste, que foi realizado em Recife, onde também durante a viagem os mesmos fizeram uma visita técnica a um hotel sustentável em João Pessoa (Hotel Verde Green) a visita teve apoio e parceria do SEBRAE e da Prefeitura de Caicó, através da Secretaria Municipal de Turismo.

Da nossa cidade, estiveram participando os empreendedores Fabio Marques, Francinete ( Neta do Bar) e Jorge da Pizzaria.

Os mesmos estiveram entre 6 a 8 de maio 2014 conhecendo novas realidades, novas cidades e novidades para os seus negócios, onde poderão inserir nas suas empresas.14800_627173347366136_3287909714687964553_nDSC00228

Desejamos sucesso a todos, e que esse Núcleo de Alimentos de Cruzeta cresça a cada dia.

Leia Mais

Promoção: Sua Mãe e você merecem!!!

mae studioAproveite e faça as suas compras de produtos ou serviços no Stúdio John Lennon!

Leia Mais

SEBRAE realizou curso de Oratória na cidade de Caicó/RN

oratoria

( Turma com a professora Shirley Almeida no encerramento do curso) 

Durante a semana de 17 a 21 de março foi realizado no Sebrae – Caicó, o curso de Oratória: A arte de falar em público. O objetivo maior era deixar todos os participantes sem medo de falar em público e munido de muitas técnicas da oralidade.

O mesmo foi ministrado por Shirley Almeida, grande profissional residente em João Pessoa/PB. Mais de 90% do mesmo foi prático, trazendo simulações da realidade encontradas por todos no dia-a-dia.

Com 23 alunos, força de vontade, empenho e alegria foi o que não faltou durante a semana. Teve alunos de todas as áreas, tanto da cidade de Caicó como de todo Seridó.

Da cidade de Cruzeta, estiveram presente John Lennon Góes e Francineide Araújo. Onde os mesmos aperfeiçoaram seus conhecimentos para colocar em prática nos seus empreendimentos naquela cidade.

cruzeta

(Jovens empreendedores John Lennon Góes e Francineide Araújo) 

Desejamos sucesso para todos que participaram, e que o Sebrae sempre proporcione esses cursos, que além de aprendizado proporciona novas amizades.

 Fotos: Stúdio John Lennon Góes 

Leia Mais

Site do Banco Mundial destaca experiência vitoriosa do RN no convívio com a seca.

Nas próximas semanas, os grupos de trabalho do Projeto RN Sustentável vão apresentar à Governadora os primeiros resultados da implantação do projeto, que será lançado em 12 cidades-pólo do Rio Grande do Norte. Em paralelo, o Comitê de Combate aos Efeitos da Seca, coordenado pela Governadora Rosalba Ciarlini, dará suporte aos gestores e agricultores no interior do estado enquanto as chuvas não chegam. Confira abaixo a reportagem do site do Banco Mundial: O Brasil apela à tecnologia para combater a falta de água no Nordeste O agricultor Jean Carlos de Azevedo é uma espécie de arquivo histórico ambulante sobre as secas que afetaram o semiárido potiguar nas últimas quatro décadas.
“Meu pai, já falecido, recebeu um lote nos arredores de Cruzeta em 1976. Até 1992, os cultivos eram irrigados todos os anos. Em 1994 começamos a irrigar de novo, mas em 1998 paramos. Voltamos a irrigar em 2004, até 2012. Em janeiro de 2013, tivemos de parar mais uma vez.” Azevedo vive numa região onde caem, em média, menos de 800 mm de chuva por ano – um volume de precipitação similar ao de países africanos ao sul do Saara –, e onde praticamente não chove entre julho e dezembro. Segundo a ONU, a atual seca é a pior no Brasil nos últimos 50 anos. Também representa o fenômeno natural que mais afetou os brasileiros em 2012 (quase 9 milhões de pessoas), segundo o Anuário Brasileiro de Desastres.
Em meio a essa situação, as terras da família de Azevedo não recebem nem uma só gota de água. O açude da região baixou a níveis mínimos devido à ausência prolongada de chuvas. Neste momento, a população urbana de Cruzeta (uma cidade de 8.000 pessoas, no Sertão potiguar) tem prioridade para usar a água, segundo as autoridades. Em segundo lugar vêm os animais. Em terceiro lugar, a indústria. A agricultura está no fim da lista. “A seca deste ano foi a pior de todas. Nós, que passamos por isso várias vezes, nos acostumamos, mas ainda sofremos”, diz Azevedo.
Um recente estudo da Agência Nacional de Águas (ANA) confirma essa percepção sobre a seca que afeta o Nordeste desde 2011. Além disso, a variabilidade das chuvas e a intensidade das secas continuarão aumentando até 2050, com efeitos graves para a população, se os governos locais não investirem em infraestrutura e gestão hídrica, segundo previsões de especialistas no relatório Impactos da Mudança Climática na Gestão de Recursos Hídricos: Desafios e Oportunidades no Nordeste do Brasil, do Banco Mundial. Esse é um dos poucos estudos sobre os efeitos climáticos, hidrológicos e socioeconômicos do aquecimento global nos estados mais pobres do país. O documento analisa a bacia de Piranhas-Açu, onde está Cruzeta, e Jaguaribe, no vizinho estado do Ceará. Os pesquisadores do Banco Mundial, da ANA, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos e da Universidade Federal do Ceará, entre outras instituições, analisaram as precipitações e a seca no período de 1971 a 2000 e compararam isso com uma projeção para 2041-2070.
Os produtores de Cruzeta inovam ao procurar a melhor maneira de operar o açude coletivo: focando no abastecimento prioritário da cidade e ao mesmo tempo otimizando o uso da irrigação para evitar maiores prejuízos em anos de seca.   O estudo mostra que nos próximos anos a bacia de Piranhas-Açu vai sofrer uma maior perda de água no solo e nas plantas – um fenômeno que os especialistas chamam “evapotranspiração”. Entretanto, se forem realizados constantes investimentos na modernização da irrigação, a demanda pela água na agricultura pode diminuir 40%. Preservar esse recurso natural tão valioso é um dos principais objetivos de Vitoriano Alves dos Santos, colega do Azevedo na Associação de Produtores de Cruzeta.
“Ainda tenho acesso a uma fonte de água, mas me aflige ver a quantidade gasta todos os dias com a irrigação”, diz. TRABALHO INSPIRADOR A boa notícia é que a região começou a trabalhar para ajudar os agricultores locais a cultivarem com menos água. Um programa financiado pelo Banco Mundial apoia os produtores locais na compra de equipamentos que economizam água, dá assistência técnica na gestão hídrica e auxilia a expansão da rede elétrica na área do projeto. Serão atendidos 23 pequenos produtores, que cultivam lotes com uma média de 5 hectares cada. A iniciativa pode servir de modelo para programas similares em todo o Nordeste do Brasil e em outros países atingidos por secas recorrentes.

“Os produtores de Cruzeta inovam ao procurar a melhor maneira de operar o açude coletivo: focar no abastecimento prioritário da cidade e ao mesmo tempo otimizar o uso da irrigação para evitar maiores prejuízos em anos de seca. Esse trabalho pioneiro pode orientar várias comunidades que dependem de pequenos açudes para seu sustento”, diz Erwin de Nys, especialista em recursos hídricos no Banco Mundial. Emocionado, Jean Azevedo considera que o novo projeto ajudará os produtores que continuam procurando oportunidades no campo. “Quero ficar, porque nasci aqui e estou contente de trabalhar a terra”, diz.
Leia Mais